Participação na Rota Concelhia de Ação pelo Clima

Como organizar a “Rota concelhia de ação pelo clima”:

A Organização da Rota à escala local é da responsabilidade do município, recomendando‐se igualmente o envolvimento das freguesias.
O município deve, em articulação com as suas escolas, calendarizar e traçar o percurso, tendo em atenção: as distâncias a percorrer entre escolas, a idade dos alunos, os meios de deslocação e os percursos mais seguros.
Recomenda‐se sempre que possível, a passagem pelos espaços verdes do concelho e sugere‐se que, sempre que possível, a Rota realize uma paragem para uma atividade de intervenção nesses espaços como: limpeza, plantação ou outra considerada adequada.
Porque se pretende também incentivar uma mobilidade mais segura e sustentável, a Rota deve promover uma pegada carbónica o mais reduzida possível, privilegiando‐se os percursos pedestres, em bicicleta ou outros meios equivalentes.

Os testemunhos:

Os testemunhos pretendem motivar sugestões, registar opiniões e simbolizar compromissos relativamente à proteção e gestão sustentável dos ecossistemas em geral e dos espaços verdes em particular.
Circulam entre as escolas envolvidas e devem ser entregues pela última escola ao Presidente da Câmara Municipal, ou a quem o represente.
Os materiais dos testemunhos são fornecidos pela ABAE.

Como participar: 

Podem participar todos os municípios que se comprometam em organizar, em conjunto com a sua comunidade educativa, um circuito entre as escolas do concelho, incluindo as Eco‐Escolas.
As escolas a envolver podem ser de qualquer grau de ensino: do jardim de infância ao ensino superior.
Os municípios que pretendam aderir a este desafio devem realizar a sua inscrição em (https://rotaecoescolas.abae.pt/inscricao/)